SIGAM-ME OS BONS

A QUEM POSSA INTERESSAR

A maior parte dos textos aqui citados (por razões óbvias) não tem a autorização prévia dos seus legítimos proprietários. Entretanto, o uso neste blogue deve-se apenas a razões estritamente culturais e de divulgação, sem nenhum objetivo comercial, de usurpação de autoria e muito menos de plágio. A administradora do ARMADILHAS DO TEMPO pretende apenas expressar a sua admiração pessoal pelas obras e pelos autores citados, julgando assim contribuir para a divulgação da arte, da literatura e da poesia em particular. A ADMINISTRAÇÃO DO ARMADILHAS DO TEMPO respeitará inteiramente a vontade de qualquer autor que legitimamente manifeste a vontade de retirar qualquer texto aqui postado.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

BORBOLETA

 

Voa borboleta!
Vai pra longe de mim
Vai levando o lindo sonho
De um amor que não tem fim
                                                                
         
                                       
Voa linda borboleta
Voa alto, ganha o céu
Tanto tempo te adorei
Com palavras de papel

 
Vai borboleta
Abandone o meu jardim
Deixa um pouco aqui comigo
Do teu cheiro de jasmim
 
Vai com sorte no teu vôo
Tens o mundo pra ganhar
Mas não se esqueça borboleta
Estou sempre a te esperar!
 
Se puderes no teu voo
Do meu sonho se lembrar
Pensa sempre borboleta
No meu jeito de gostar!   

MÁRCIA TOITO

Nenhum comentário:

Postar um comentário